quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

AS TRÊS PENEIRAS DE SÓCRATES

Um homem foi ao encontro de Sócrates levando ao filósofo uma informação que julgava de seu interesse:

- Quero contar-te uma coisa a respeito de um amigo teu!

- Espera um momento – disse Sócrates – Antes de contar-me, quero saber se fizeste passar essa informação pelas três peneiras.

- Três peneiras? Que queres dizer?

- Vamos peneirar aquilo que quer me dizer. Devemos sempre usar as três peneiras. Se não as conheces, presta bem atenção. A primeira é a peneira da VERDADE. Tens certeza de que isso que queres dizer-me é verdade?

- Bem, foi o que ouvi outros contarem. Não sei exatamente se é verdade.

- A segunda peneira é a da BONDADE. Com certeza, deves ter passado a informação pela peneira da bondade. Ou não?

Envergonhado, o homem respondeu:

- Devo confessar que não.

- A terceira peneira é a da UTILIDADE. Pensaste bem se é útil o que vieste falar a respeito do meu amigo?

- Útil? Na verdade, não.

- Então, disse-lhe o sábio, se o que queres contar-me não é verdadeiro, nem bom, nem útil, então é melhor que o guardes apenas para ti.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

MENSAGEM DE NATAL

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Sem saber que era impossível, ele foi lá e fez ( II )


DAVI E GOLIAS
Golias era um gigante da cidade de Gate e um campeão dos filisteus. Segundo a Bíblia, tinha 2,90 metros. Golias desafiava Israel em alta voz para apresentarem um homem que lutasse com ele em combate individual, o resultado determinaria qual o exército se tornaria servo do outro.

Davi, um franzino rapaz de fé, aceitou o desafio. Invocando o nome de seus deuses para o mal, Golias riu de Davi, perguntando se era por acaso um cão para que viesse a ele com cordas, referindo-se à funda que o rapaz usava.

Davi respondeu: “Tu vens a mim com espada, lança e dardo. Mas, eu chego a ti com o nome do Deus dos exércitos, o Deus das fileiras combatentes de Israel, de quem escarneceste.” As armas de Davi eram da parte de Deus e isso dava-lhe confiança da vitória.

Davi pegou uma pedra e atirou com a funda e ela penetrou a testa de Golias. Quando viram seu campeão morto, os filisteus fugiram, mas foram perseguidos e dizimados até sua cidade.

postado por ANTUNIS CLAYTON (pai orgulhoso das duas mais bonitas blogueiras do BA-RA-SIL)
foto: Reprodução
. . .

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Sem saber que era impossível, ele foi lá e fez (I)

video

"E sem saber que era impossível, ele foi lá e fez". A frase, de Jean Cocteau, titula uma série de postagens que se inicia hoje e que mostrará a força da superação, onde acreditar é muito mais importante que ter maior capacidade, onde a vontade e o empenho até a última gota de suor são compensados pela vitória, pelo sorriso e lágrima da superação. Até a final do Panamericano de Indianápolis, em 23 de agosto de 1987, a seleção americana de basquete jamais tinha sido derrotada em casa e jamais tinha sofrido 100 pontos.

O Brasil, comandado por Oscar e Marcel, bateu os donos da casa com o placar de 120 a 115. Uma das mais belas páginas do esporte, jamais esquecida pelos apaixonados do basquete, sobretudo brasileiros e americanos. Nenhum jogador americano conseguiu marcar Oscar, que somou 46 pontos, para espanto dos 16.408 torcedores que lotaram a Market Square Arena. O técnico Denny Crum revezou três jogadores para marcar Oscar: Rick Berry, Willie Anderson e Fennis Dembo. Nenhum deles teve sucesso na missão.

Oscar QUERIA ser campeão naquela noite e sabia que PODIA, não se importando se seus pés estavam em solo americano e se o adversário era o MONSTRO (seleção americana). No vídeo da postagem (imagem: Rede Bandeirantes de TV), Oscar fala o que sentiu, o que teve fazer para superar os americanos e fala sobre a importância daquele triunfo. Ele ACREDITOU, ele CONSEGUIU.

“SE A CHANCE APARECER E VOCÊ NÃO ESTIVER TREINADO, ELA PASSA E VOCÊ NEM VÊ”
Oscar Schmidt

postado por ANTUNIS CLAYTON (pai orgulhoso das duas mais bonitas blogueiras do BA-RA-SIL)
. . .

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ CAMPEÃOOOOOOOOOOOOO


Mais um troféu que atravessa o Rio Paraíba do Sul, confirmando a superioridade do Clube Esportivo Rio Branco nas categorias de base. No último sábado (05/12), no Estádio Ary de Oliveira e Sousa, o time infantil do Rosão sapecou 2 x 1 no Ururaí e ficou com a Taça Cidade de Campos da categoria. A garotada comemorou a conquista na tarde de quinta-feira (10/12) com banho de piscina e um churrasco nas dependências do clube, no Parque Barão do Rio Branco. Felicidade nos corações riobranqueses, juvenis (como os nossos) e veteranos (como do papai, autor das fotos dessa postagem).

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A ROLINHA

Manhã de sábado, rua Visconde de Itaboraí (rua do Leão), em frente ao Pró-Clínicas: Papai, a Canon, um portão e uma rolinha.
(foto: Antunis Clayton)
. . .

domingo, 15 de novembro de 2009

Você faz falta

Faz tanto tempo que hoje nem sei se eu realmente conheço o sentindo da palavra Felicidade.
A ferida aqui dentro do meu peito, machuca e por mais que eu esteja bem, eu nunca mais consegui me sentir feliz de novo, é como se faltasse algo em mim, é como se eu tivesse incompleta, é como uma ferida que as vezes sangra e machuca de mais, e as vezes ela ta ali sem doer mais ela nunca é cicatrizada.
Me sinto vazia, não vejo brilho em meu olhar, e as vezes me pergunto o que está acontecendo comigo, a resposta é a mais obvia possivel, e sem eu precisa ficar pensando muito, a resposta chega até a mim a traveis das lagrimas de saudade que deixo cair.
Falta alguma coisa em mim, você me faz falta, sinto que no momento em que mais precisei eu não te tive ao meu lado, é como se a cada dia que passa eu fico melhor por saber que o ano passa, é como se minha vida não tivesse mais sentindo, e eu estou viva só por viver, é como se tudo que eu fisese não ter sentido e nem razão alguma.
É como seu tentasse apagar tudo que aconteceu antes de você parti, só que por mais que eu tente não consiga, eu tento não lembrar, tento não dizer seu nome, mais a noite chega eu vou dormi e meus pesadelos insistem em me lembrar que a vida te fez ir embora e antes que eu possa reagir já estou ali me lamentando por todas as oportunidades que dexei passar, e hoje tudo que me resta é dizer a mim mesma e torcer para que de algum lugar a senhora ousa que eu te amo muito MÃE.

. . .

por: Morgana Arêas

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Saudades

Nunca pensei que não estaria aqui
para eu dizer que te amo o infinito vezes o infinito vezes o infinito ...
como sempre falava não precisava nem falar você já sabia
mas eu fazia questão de te falar e te lembrar ,
pois eu te amo de mais e você sabe disso seja onde for ,
sempre irei te amar o infinito vezes o infinito vezes o infinito vezes o infinito vezes o infinito e
não me canso de falar vezes o infinito
falaria infinitamente isso se fosse pra você voltar
mas você se foi , e eu fiquei aqui só com fotos e lembranças e principalmente a SAUDADES no meu coração sinto muito a sua falta mãe e sentirei infinitamente ao menos que você volte mas isso eu acho que não vai rolar essa ideia vai ficar só na mente no lado da ESPERANÇA
eu sinto muitas SAUDADES____________________(Lúcia Helena)
. . .

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Seja um idiota

Eu escolhi esse texto abaixo pois ele vem falando como devemos levar a vida, para que possamos nos dar bem no dia-a-dia até por que a realidade já é cruel e se nois não tivermos um pouco de jeito de encarar as coisas tudo ficara muito difícil, o texto fala sobre saber ser idiota e não de ser idiota o tempo todo, mais sim ser idiota ao encarar os problemas da vida . Espero que façam bom aproveito
. . .
A idiotice é vital para a felicidade.
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre.
Putz!
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável:
mortes, separações, dores e afins.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota!
Ria dos próprios defeitos.
E de quem acha defeitos em você.
Ignore o que o boçal do seu chefe disse.
Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele.
Pobre dele.
Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice.
Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?
hahahahahahahahaha!...
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana?
Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?
É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas.
E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Desaprenderam a brincar.
Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.
Dura, densa, e bem ruim.
Brincar é legal. Entendeu?
Esqueça o que te falaram sobre ser adulto,
tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva.
Pule corda!
Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto
e lamber a tampa do iogurte.
Ser adulto não é perder os prazeres da vida
- e esse é o único "não" realmente aceitável.
Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.
Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...
Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus
e que tal um cafezinho gostoso agora?
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche"

(autor desconhecido)

. . .

A rua dos cataventos

Da vez primeira em que me assassinaram,
Perdi um jeito de sorrir que eu tinha.
Depois, a cada vez que me mataram,
Foram levando qualquer coisa minha.
Hoje, dos meu cadáveres eu sou

O mais desnudo, o que não tem mais nada.
Arde um toco de
Vela amarelada,
Como único bem que me ficou.
Vinde! Corvos, chacais, ladrões de estrada!

Pois dessa mão avaramente adunca
Não haverão de arracar a luz sagrada!
Aves da noite!
Asas do horror! Voejai!
Que a luz trêmula e triste como um ai,
A luz de um morto não se apaga nunca!

(Mario Quintana)

. . .

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Canção do dia de sempre

Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...

(Mario Quintana)

. . .

domingo, 30 de agosto de 2009

Coisas que eu sei

Eu quero ficar perto
De tudo o que acho certo
Até o dia em que eu mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento é minha distração
Coisas que eu sei
Eu adivinho sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio mostra o tempo errado
Aperte o play
Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo ta fechado pra visitação
Coisas que eu sei
O medo mora perto das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim não vou trocar de roupa
É minha Lei
Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro do que eu desenhei
Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas no meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos que eu não sei usar
Eu já comprei
Ás vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre quando eu tô afim
Coisas que eu sei
As noites ficam claras no raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes eu somente não sabia
Agora eu sei .
(Compositor: Dudu Falcão
musica gravada por : Danni Carlos)
. . .

sábado, 29 de agosto de 2009

Presença

Essa poesia de Mário Quintana me chamou muita a atençao pois me lembra muito uma grande mulher que por coisas do destino hoje nao tenho mais ao meu lado (minha mãe) espero que gostem
....
É preciso que a saudade desenhe tuas linhas perfeitas,
teu perfil exato e que, apenas, levemente, o vento
das horas ponha um frêmito em teus cabelos.
É preciso que a tua ausência trescale
sutilmente, no ar, a trevo machucado,
a folhas de alecrim desde há muito guardadas
não se sabe por quem nalgum móvel antigo.
Mas é preciso, também, que seja como abrir uma janela
e respirar-te, azul e luminosa, no ar.
É preciso a saudade para eu sentir
como sinto - em mim - a presença misteriosa da vida
Mas quando surges és tão outra e múltipla e imprevista
que nunca te pareces com o teu retrato.
E eu tenho de fechar meus olhos para ver-te!
(Mário Quintana)
. . .

Soneto de Fidelidade


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(vinicius de Moraes)
. . .

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

O que faz bem pra minha saúde

Bem hoje em dia é muito dificil viver em paz, e manter a calma com o mundo da maneira que esta, eu escolhi uma poesia que para mim fala tudo e mais um poco, tem pessoas que se extressam de mais com poco que acontece e nao pensa que para viver bem so é preciso tres coisas pequenas, primeiro lugar ter Deus no coraçao, em segundo lugar amor ao proximo e respeito pelos outros, e acho que por isso escolhi essa poesia de Luiz Fernando Verissímo
. . .
O que faz bem pra minha saúde!
Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola
previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal,
um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer
gole de álcool é nocivo, tome água em
abundância,
mas não exagere...
Diante desta profusão de descobertas, acho mais
seguro não mudar de hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra
minha saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois
rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me
o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez
me embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela
do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como
doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio
quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda
acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.

Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que
fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir
desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer,
não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras
do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão,
nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!
Luiz Fernando Verissímo
. . .

sábado, 15 de agosto de 2009

SAUDADES DE VOCÊ

Quem será que inventou a saudade ? Ou melhor, quem sera que a descobriu?
Nunca pensei que sentir saudades de uma pessoa pudesse machucar tanto, mas hoje
posso ver que saudades dói, e como dói.
Talvez eu poderia ter me despedido de você, talvez, se eu soubesse que você iria me deixar, poderia ter te dado o ultimo beijo, o ultimo abraço, poderia ter te falado pela ultima vez o quanto eu te amava e o quanto sua presença era importante na minha vida. Nem sempre as coisas são como queremos e muitas coisas acontecem sem por que, nem pra que.
Esse blog foi criado somente pra elogiar seu trabalho, suas poesias e manter sua memoria sempre viva para todos aqueles que te admiravam que nem eu. Você pode não esta mais vivendo aqui na Terra conosco, mais você viverá eternamente no coração de todos aqueles que te amam.
Fazem quatro anos desde que você se foi. Mas, nem esses quatro anos e nem todo o tempo do mundo, serão capazes de fazer com que nos esqueçamos de você. Eu sei que onde quer que você esteja está vendo essa homenagem que estou tentando te fazer. Sei que não escrevo bem que nem você
e nunca chegarei aos seus pés, mas tô tentando por em pratica tudo aquilo que me ensinou. Quero terminar dizendo que te amo muito e que você faz muita falta em minha vida.

criado por Morgana
. . .

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O CADERNO

O Caderno
Toquinho & Mutinho

Sou eu que vou seguir você do primeiro rabisco até o be-a-bá.

Em todos os desenhos coloridos vou estar.
A casa, a montanha, duas nuvens no céu.
E um sol a sorrir no papel...

Sou eu que vou ser seu colega, seus problemas ajudar a resolver.

Te acompanhar nas provas bimestrais, você vai ver.
Serei, de você, confidente fiel, se seu pranto molhar meu papel...

Sou eu que vou ser seu amigo, vou lhe dar abrigo, se você quiser.

Quando surgirem seus primeiros raios de mulher.
A vida se abrirá num feroz carrossel e você vai rasgar meu papel...

O que está escrito em mim comigo ficará guardado se lhe dá prazer.

A vida segue sempre em frente o que se há de fazer...

Só peço, à você um favor, se puder.

Não me esqueça num canto qualquer...
. . .

terça-feira, 21 de julho de 2009

QUANDO TE VI

Pra começar essa nossa viagem pelo universo da poesia, nada melhor que a versão dada por Ronaldo Bastos para uma canção eternizada por Lennon e McCartney e que foi batizada na Língua de Camões como “Quando te vi”. Mamãe gostava na voz de Beto Guedes.

Nem o sol,
nem o mar, nem o brilho das estrelas.
Tudo isso não tem valor sem ter você...
Sem você, nem o som da mais linda melodia, nem os versos dessa canção irão valer...
Nem o perfume de todas as rosas é igual à doce presença do seu amor...
O amor estava aqui mas eu nunca saberia do que um dia se revelou
Quando te vi
...
video